quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

O QUE É RELATIVISMO?

Profa. Inês Lacerda Araújo


O primeiro filósofo relativista foi Protágoras, para quem o homem é a medida de todas as coisas, quer dizer, o que cada um pensa, sente, conhece pertence a cada um, é próprio daquela determinada pessoa.

Ao longo da história da filosofia houve vários filósofos relativistas, o que há de comum a eles é a doutrina de que tudo muda com a história, com as culturas, com a diversidade de atividades de grupos, indivíduos, sociedades.

A pergunta é, como então as pessoas e as culturas se entendem, se comunicam?

Através de signos e línguas que podem ser traduzidos e interpretados, através de tipos diversos de comunicação que nos permitem compreender e aceitar ou não valores e comportamentos de outros.

Em comum a todas as culturas há aquilo que Wittgenstein chamou de solo comum, que não precisa ser posto em dúvida sem pôr em risco as formas de vida humanas. Por exemplo, duvidar de que temos um corpo, de que a Terra existe há milhões de anos, de 2+2=4, não faz nenhum sentido!

Mas pensar que há verdades absolutas e que elas ficariam livres de questionamento, é também uma exigência absurda.

Vemos o mundo de nosso ponto de vista, o que implica que o vemos, que o interpretamos, que vivemos situações que nos mudam e que mudam o que nos cerca.

Nenhum comentário: