segunda-feira, 6 de junho de 2011

ACREANAMENTE...

"Ó minha terra na planície rasa, branca de sol e cal e de luar, minha terra que nunca viu o mar, onde tenho o meu pão e a minha casa..." (trecho da poesia 'Minha Terra' de Florbela Espanca) Foto: Talita Oliveira
“Contemplo o lago mudo Que uma brisa estremece. Não sei se penso em tudo Ou se tudo me esquece.” Trecho do poema “Cancioneiro - Lago Mudo” de Fernando Pessoa (Foto: Diego Gurgel)
O povo Huni Kui, também conhecido como Kaxinawá, é a maior entre as 14 etnias indígenas do Acre. Os Huni Kui, pertencem à família linguística Pano que habita a floresta tropical no leste peruano, do pé dos Andes até a fronteira com o Brasil, no estado do Acre e sul do Amazonas (Foto: Diego Gurgel)
"Fim da tempestade, o sol nascerá, fim desta saudade, hei de ter outro alguém para amar... A sorrir eu pretendo levar a vida, pois chorando eu vi a mocidade perdida..." trecho da canção 'O Sol Nascerá' de Cartola e Elton Medeiros (Foto: Gleilson Miranda)
O Rio Crôa fica a uma hora de Cruzeiro do Sul pela BR-364, é uma das regiões mais exuberantes do Vale do Juruá. Na foto um garoto se prepara para mergulhar em suas águas escuras e espelhadas, que também abrigam vitórias régias (Foto: Diego Gurgel)
O cotidiano para a população que vive na maior floresta do mundo é realmente singular, a começar pelo transporte. Nesse registro podemos ver crianças de famílias ribeirinhas a caminho de mais um dia em sala de aula (Foto: Sérgio Vale)
Torcida do nosso Estralão - Rio Branco Futebol Club
A Samaúma é considerada a rainha da floresta. Sua altura, porte e beleza é destaque na imensidão amazônica. Também é conhecida como "Árvore da Vida" ou a "escada do céu", seu diâmetro majestoso unido às sapopenbas (raízes), muitas vezes formam verdadeiros compartimentos, transformados em habitações pelos indígenas (Foto: Talita Oliveira)
Pelo decreto nº 17 de 1889, expedido por Luiz Galvez no período do Estado independente do Acre, foi criada a bandeira acreana. Idealizada por José Plácido de Castro nela existem dois triângulos retângulos, um verde e outro amarelo, as cores representam força e longevidade (verde), eternidade como o ouro e a fertilidade da terra (amarelo). A estrela vermelha no canto superior esquerdo representa o farol que guiou os que lutaram pela incorporação do Acre ao território brasileiro. (Foto: Talita Oliveira)
A Organização de Centrais de Atendimento (Oca), desde a sua inauguração já é referência no atendimento de qualidade e rapidez para o cidadão acreano. São mais 500 tipos de serviços em um único lugar. (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
Aproximadamente 630 quilômetros separa o município de Rodrigues Alves da capital acreana. Antigo seringal Buritizal, ganhou o nome de 'Colônia Rodrigues Alves' em homenagem ao presidente da república Francisco de Paula Rodrigues Alves, que enviou o Barão do Rio Branco ao Acre para resolver questões com a Bolívia e o Peru (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

---

Um comentário:

Luciane Morais disse...

Oi amigo estou passando pra te desejar um excelente final de semana. TUDO DE BOM!
Deus abençoe essa linda ALMA ACREANA que você tem*

...As belas fotos acima, espero que sejam verdadeiras em todo os lugares no Acre. Não sejam fachadas! Que em cada cantinho, vejamos lindas imagens e sorrisos alegres das gentes acreanas...


Um forte abraço,
Lu