sexta-feira, 9 de abril de 2010

O CONHECIMENTO PRÓPRIO

Gibran Kahlil Gibran


E um homem disse:
- Fala-nos do Conhecimento Próprio.
E ele respondeu dizendo:
- O vosso coração conhece em silêncio os segredos do dia e da noite.
Mas os vossos ouvidos esperam escutar o eco do conhecimento do coração.
Gostarias de conhecer por meio de palavras o que sempre conhecestes em pensamento.
Gostarias de tocar com os dedos o corpo nu dos vossos sonhos. E está bem que gosteis.
A fonte secreta da vossa alma deve brotar e correr murmurando para o mar.
E o tesouro das vossas profundezas infinitas que ser revelado aos vossos olhos.
Mas não há balança para pesar o vosso desconhecido tesouro.
E não procurais os abismos do vosso conhecimento com a vara ou som a sonda.
Porque o eu é um mar sem limites e sem medida.
Não digais:
- Achei a verdade mas antes:
- Achei uma verdade.
Não digais:
- Encontrei o caminho da alma
dizei antes:
- Encontrei a alma a andar no meu caminho.
Porque a alma pisa todos os caminhos.
A alma não anda sobre uma linha mas cresce como a cana.

A alma desdobra-se como lótus de inumeráveis pétalas



Postar um comentário