quinta-feira, 19 de maio de 2011

PASSA UMA BORBOLETA POR DIANTE DE MIM - Alberto Caeiro


Passa uma borboleta por diante de mim
E pela primeira vez no Universo eu reparo
Que as borboletas não têm cor nem movimento,
Assim como as flores não têm perfume nem cor.
A cor é que tem cor nas asas da borboleta,
No movimento da borboleta o movimento é que se move,
O perfume é que tem perfume no perfume da flor.
A borboleta é apenas borboleta
E a flor é apenas flor.



Foto: por Crazy Souza.

Um comentário:

Luciane Morais disse...

Lindo! Lindo! I love Fernando Pessoa! Suas poesias são belíssimas! É meu poeta preferido!

Crazy! Que bela foto!

Amigo! Um bom dia pra te* TUDO DE BOM*

Abraços,
Lu