terça-feira, 22 de novembro de 2016

“O BOM PENSADOR”

Gilberto A. Saavedra – Rio de Janeiro 


Eu já sofri muito na vida,
muitas vezes a vida me fez chorar;
cai e me levantei muitas vezes,
mas ela nunca conseguiu me arruinar.

Nesta altura de minha existência,
dessa amarga experiência vivida e sofrível,
talvez tenha feito de mim
um bom pensador.

Foram muitos os caminhos tortuosos cheios de pedras,
que eu tive que transpor,
mesmo ralando e ferindo-me em muitas delas,
jamais foi preciso eu usar uma picareta para quebrá-las.

Por mais que todas elas parecessem intransponíveis,
nunca foi preciso sujar minhas mãos;
minhas armas usadas foram, somente,
a perseverança e força de vontade.

Nunca consegui saber a extensão do meu limite,
em busca de algo sonhador; minha consciência é limpa,
meus sonos são tranquilos. Minha liberdade é plena de ir e vir;
Jamais andaram correndo atrás de mim.

A magia da vida é fascinante,
Sua forte energia se expande por todo Universo;
Somos como estrelas errantes, brilhando e sempre girando.
Só morremos quando o brilho se for.

Nunca desista depois de um ‘não’; dores não são pra sempre,
Não chore de barriga cheia, enquanto milhões estão famintos;
Quando tu reclamares do teu lar, lembre-se
Que milhões pelo mundo não têm onde morar.

Tudo passa tudo se transforma.
Tua redenção chegará e você ao topo vencerá.
Hoje sou outro homem, de cabeça erguida,
aprendi tudo com sabedoria da vida.

Ela não disse para mim, como ela viria,
como ela seria e nem quando terminaria.
apenas turbilhões de águas que, passaram em minha vida.
Fizeram muitos barulhos, mas não conseguiram me afundar.

Quando mais fortes as correntezas d’águas,
Passam pela gente, mais longe e rápido elas se afastarão
e jamais terão o caminho de volta.
A vida é fantástica, viver é muito bom.
Postar um comentário