segunda-feira, 8 de novembro de 2010

O ANJO BOM DE TARAUACÁ

Isaac Melo


A cada manhã, quando surgem os primeiros raios de sol, ela põe-se de pé. Reza, em comunidade, a oração das laudes. Às vezes toma um pouco de café. Pega sua bicicleta cargueira de três rodas, e sai. Ao longo das ruas vai recolhendo tudo o que possa ser útil ou reaproveitado: latinhas de cerveja, garrafas, pedaços de madeira, e mesmo excrementos de bois. E antes das sete ou por volta das sete e meia já está na sala da Pastoral da Criança. Agora, ultimamente, na Casa de Nazaré. Para daí sair somente ao anoitecer.

Essa rotina simples e ao mesmo tempo fora do comum pertence a uma mulher, uma singela senhora, uma religiosa de uma congregação dedicada à mãe de Jesus, as Irmãs de Nossa Senhora (Notre Dame). Trata-se de Ir. Nelda Luíza Möeleke com 81 anos de vida e mais de 60 de consagração religiosa dedicados ao serviço dos mais pobres e marginalizados, entre estes, as crianças, as mulheres e os idosos.

Irmã Nelda nasceu no Rio Grande do Sul, Passo Fundo, em 1929, a segunda dos onze filhos do casal Oscar e Erna. Aos quinze anos ingressou na Congregação das Irmãs de Nossa Senhora, fundada por duas mulheres, sob a inspiração de Santa Júlia Billiart, em 1850, em Coesfeld, Alemanha. Ir. Nelda já trabalhou em diversos lugares, como Bahia e Brasília. Desde 1971 está no Acre, quando chegou, a convite do então bispo Dom Henrique Rueth, com mais três irmãs, pioneiras na missão da Congregação em terras acreanas. Assumiram inicialmente trabalhos no hospital de Cruzeiro do Sul. Tempos depois Ir. Nelda é designada para Tarauacá.

Com impressionante dinamismo e profunda fé, Ir. Nelda se assemelha a uma daquelas grandes matriarcas descritas no Antigo Testamento, a fazer a ligação entre Deus e o seu povo. É na Casa de Nazaré, no Bairro da Praia, que exerce seu magistério do amor, junto às mulheres, as crianças e os idosos.

Às mulheres, sobretudo grávidas, dispensa atenção especial, com orientações de saúde e higiene, alimentação e preparação de enxoval. Além de noções de cozinha, costura, bordados e pequenos outros cursinhos de utilidade prática. Convida profissionais de variados ramos para dar palestras e orientações referentes à educação, saúde e cidadania.

Suas mãos enrugadas testemunham seu amor dedicado às crianças. Quando a desnutrição assombrava o maior bairro de Tarauacá, levando a óbitos muitas crianças, ela, juntamente com a Pastoral da Criança, surgiu como um anjo. Na multimistura preparada ali, no Centro de Pastoral, sob sua orientação, uma nova história começou a ser escrita para aquelas crianças. O acompanhamento se dava ainda na gravidez. No nascimento, cada criança era acompanhada por um líder da Pastoral que orientava as mães, realizava a pesagem e acompanhava o crescimento da criança. No cumprimento dessas tarefas Ir. Nelda sempre foi firme e fazia questão de ver tudo pessoalmente. Outra grande ajuda era o xapore feito à base de plantas e cascas medicinais da própria região, fatal no combate a gripe. Além do mais, há a brinquedoteca que acolhe inúmeras crianças, pela manhã e pela tarde, de famílias do bairro.

Incansável na luta pelos direitos da Pessoa Idosa. Rezavam, cantavam, dançavam, voltavam a ser crianças e a ter alegria a cada encontro. Os velhos ali eram mais vivazes que boa parte da juventude. Seu grande sonho, ainda por se concretizar, é a construção de uma casa para os idosos, em que possam se encontrar para desenvolver atividades culturais, esportivas e de cidadania. Já conseguiu o terreno, porém os recursos financeiros para a construção ainda faltam.

Quantas vezes encontrei Ir. Nelda debruçada em sua mesa a escrever cartas a diversas autoridades: governador, senador, deputados, juiz, etc. Em uma agradecia, fazia pedidos, informava situações, em outras, cobrava, lembrava acordos firmados, denunciava. Profeta de seu tempo, zeladora da fé e servidora dos pequenos. Por tanto empenho e dedicação, o Governo do Estado do Acre, a pedido da Assembleia Legislativa, em 29 de Dezembro de 2004, pelas mãos do então governador Jorge Viana é assinada a Lei 1.617 que concede o título de Cidadã Acreana a Ir. Nelda. Um gesto louvável do povo acreano por uma de suas grandes benfeitoras. Exemplo que ainda espero ver repetido pela Câmara Municipal de Vereadores de Tarauacá.

Ir. Nelda é daquelas pessoas, como dizia o grande profeta Dom Hélder Câmara, que, como cana, mesmo postas na moenda e reduzidas a bagaços só sabem dar doçura. Uma mulher de fé, com o coração em Deus e os olhos voltados para o povo. Uma mulher em santidade, em meio as suas fragilidades e limitações.

Conheço-a, e sei de sua humildade. Talvez por isso relegue aceitar todas essas palavras por considerá-las demasiadas para sua pessoa, que fez e faz tudo isso no oculto, sem alardes, sem paga e por amor. Mas tenho que concordar com o escritor francês Marcel Proust que dizia que devemos ser gratos para com as pessoas que nos propiciam felicidade, pois são elas os encantadores jardineiros que nos fazem florir a alma.

Escrevi este texto com o coração apertado e os olhos úmidos de lágrimas. Pois os anos em que convivi com Ir. Nelda estão entre os mais frutíferos de minha vida. Uma mulher, uma mãe, uma mestra, uma amiga. Simplicidade, fé, serviço, amor, dedicação são palavras centrais na vida dessa religiosa que há seis décadas dedica-se ao serviço do próximo, no cumprimento do Evangelho, na construção do Reino de Deus. Encerro essas imperfeitas palavras, porém sinceras, com os versos do grande poeta latino Virgílio: “onde quer que eu viva viverá com louvor teu nome e tua fama”.

3 comentários:

edivan disse...

Vc tem razão, Ir. Nelda é tudo isso e mais um pouco. Tive o prazer de conviver alguns dias com ela,( qnd voluntariamente estive dando aulas de artesanato) não sou religioso mas acredito q é esses tipos de seres humanos q me fazem acreditar q somos capazes de mudar o mundo desde q pratiquemos a solidariedade. Tstemunhei o quanto ela é dedicada e fiel a seu Deus.

batistaac65 disse...

Justa refência. Irmã Nelda uni a fé espiritual, a luta pelo bem comum material. Uma Verdadeira e fiel seuidora dos ensinamentos do "homem Jesus". Parabens pela homenagem.

batistaac65 disse...

Justa refência. Irmã Nelda uni a fé espiritual, a luta pelo bem comum material. Uma Verdadeira e fiel seguidora dos ensinamentos do "homem Jesus". Parabens pela homenagem.