quinta-feira, 3 de junho de 2010

TELEVISÃO ÀS AVESSAS

Robélia Fernandes de Souza
da Academia Acreana de Letras

Na televisão
Uma moça me convida
A comprar sabão
E outras pessoas
Dirigem carros
Bebem cerveja
E dançam e cantam
Abraçam-se, beijam-se
E fazem pouco
Da minha inércia
E solidão

Vampiro dissimulado
Suga de mim a emoção
Que alimenta os personagens
Toma meu cérebro
Filtra meus pensamentos
Amordaça
Neutraliza
Se faz a vida
Me faz a máquina
Diante dela
Me faço tela
Ela é quem vive
Eu sou imagem

***  *** ***

SOUZA, Robélia Fernandes de. Asa de vida. Rio de Janeiro: Oficina do Livro Ed., 1992
Postar um comentário