quinta-feira, 26 de abril de 2012

CONVITE POÉTICO

Verve do amor é a poesia
versa o poema conserva
amor sem verve não ferve
com quem poema conversa

Clodomir Monteiro

Faço o convite aos estimados amigos a visitarem e conhecerem o espaço literário do poeta Clodomir Monteiro. Atual presidente da Academia Acreana de Letras, Clodomir pertenceu a vários movimentos poéticos de vanguarda, em especial ao "Instauração Praxis", liderado pelo poeta paulista Mário Chamie. Possui trabalhos em revistas, jornais e antologias no Brasil e exterior. Publicou, entre outros, Derroteiro de Rotinas (1976, Ed. Quiron/Praxis, SP), Costura Geral Sob Medida (1977, Gráfica do Senado) e A Sinuca da Olaria (1980, Ed. Massangana, Recife).
Acerca de sua poesia Mário Chamie já afirmou: “Uma das revoluções básicas da poesia praxis é, justamente, a instauração da paródia interna no corpo da palavra e do poema. Clodomir Monteiro realiza essa paródia, pela qual o poema diz o que não está escrito e escreve o que não diz. Uma dicção ambivalente como o próprio transcurso da realidade.”
Sem mais delongas, pois um poeta da envergadura de Clodomir Monteiro dispensa bajulações e floreios. Sua obra fala por si só.

O QUARTO LADO DA VIDA (***)
Clodomir Monteiro

me mando pro mar das bermudas
vestindo casaco e na proa
sou parte anterior desta nau

não falo se olho me penso
dormindo no musgo do casco
mergulho na linha do som

pretendo afundar os três cones
sumindo nos vãos de meus dedos
são furos na água do nada

se sopro sedentro de ar
percebo meu mastro agitado
sem nada na onda que anda

se finjo renascer de um boto
rosando regaços de virgens
são penas que apenas depeno

roendo memória de amigos
retiro o casaco e me abraço
navego eu andor da existência

resisto descer ao convés
reato os três lados da barca
não sei se já vou ancorar

o barco de quem me decifra
no quarto lado navega




(***) obs: este poema completo contém sua repetição. Sendo escrito a partir da leitura de baixo para cima, incluindo o título (que ficaria no fim do poema). Sugiro que esta leitura de baixo para cima, o leitor deve fazê-la para sugerir a navegação que me decifra (a mim que é também o próprio leitor lendo-se).

--- <> ---

Abaixo o link do blog O QUARTO LADO DA VIDA, de Clodomir Monteiro, disponibilizado ao público hoje. Aí poderão ser saboreados outros poemas do autor.


Abraços poéticos!
Isaac Melo
Postar um comentário