sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

CURIOSIDADE CRIADORA

Charles Baudelaire (1821-1867)


Quase toda a nossa vida é empregada em curiosidades tolas. Em compensação, há coisas que deveriam acender no mais alto grau a curiosidade dos homens, e que, a julgar pela sua vida ordinária, não lhes inspiram nenhuma. 


BAUDELAIRE, Charles. Meu coração desnudado. Tradução de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1981. p.64
Postar um comentário