quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

FARHAT: O moleque que anunciou a chegada do avião

Sobre o texto, UM POUCO DA HISTÓRIA DA AVIAÇÃO NO ACRE, onde falo do primeiro avião à chegar ao Acre, o Taquary, o caríssimo Farhat esclarece:

Meus conterrâneos do amado Acre,
Quem gritou “lá vem ele” fui eu, quando da chegada do Junkers da Condor apelidado de Taquary. Há um engano no relato, pois eu não anunciei a chegada do primeiro avião a chegar a Rio Branco e que fracassou em amerissar.

Nascido em Rio Branco, em 20 de dezembro de 1927, eu tinha exatos 8 anos e 7 meses quando o avião amerissou; hoje tenho 86 e estava fazendo uma pesquisa para comemorar o dia do primeiro vôo solo de Amelia Earhart (de Hawaii à Califórnia – distância mais longa que dos Estados Unidos à Europa), quando lembrei do dia da chegada do primeiro avião que pousou em águas de Rio Branco.

Tão logo o Junkers se aproximou da beira do barranco, este moleque danado – que roubava as canoas dos seringueiros que traziam borracha para seu pai Abrahim para ir remar – pulou em cima do bote de alumínio, antes mesmo de amarrarem o avião num toco afundado na margem. A impressão segunda foi achar como era gigante o piloto alemão, comparado com minha altura de poucos palmos.

Escrevo para fazer o reparo e sentir um pouco mais da saudade perene de minha querida terra.

Atenciosamente,
Jose FARHAT
Postar um comentário