quarta-feira, 20 de maio de 2015

101 ANOS DO NASCIMENTO DE J.G. DE ARAÚJO JORGE

20 de maio de 1914, às 23:30 h, nascia o “poeta de massas de maior projeção no Brasil”: José Guilherme de Araújo Jorge, na então Vila Seabra, hoje, Tarauacá. Foi o primeiro poeta brasileiro a alcançar a marca de um milhão de livros vendidos. Além de poeta, foi político, jornalista, radialista e publicitário. O próprio Acre, bem como sua terra natal, estão a redescobrir o poeta e sua obra. Ano passado, a Academia Acreana de Letras celebrou o Centenário do Poeta, com uma solenidade em Tarauacá. Recentemente a Academia dos Poetas Acreanos instituiu a “Medalha Cultural J.G. de Araújo Jorge”, e a Academia Juvenil Acreana de Letras o escolheu como Patrono. Na Academia Acreana de Letras JG é fundador da Cadeira Nº 24, onde ingressou em Assembleia realizada no Rio de Janeiro, e registrada oficialmente em Ata da Assembleia de reorganização do Sodalício realizada em Rio Branco no dia 26 de dezembro de 1943, tendo Olinda Batista Assmar como sucessora atual, e como patrono, o poeta baiano, autor da letra do Hino Acreano, Francisco Mangabeira. Apesar de negligenciado pela “grande” crítica, a obra de J.G. continua viva e fértil por meio de seus inúmeros admiradores e leitores espalhados mundo afora. J.G. faleceu no Rio de Janeiro em 27 de janeiro de 1987. 
Postar um comentário