terça-feira, 30 de maio de 2017

ACRE: FOTOS ANTIGAS (2.ª parte)

Veja aqui a 1.ª parte de ACRE: FOTOS ANTIGAS

Vista do importante seringal da firma F. Tabosa & Irmãos, no Rio Acre – Amazonas.
O Malho, RJ, 25 de março de 1916, Ano XV, N.706


Boca do Tejo, Alto Juruá, quase no extremo do Brasil com o Peru: fotografia que nos foi enviada para provar que naqueles lugares não existem somente índios selvagens, como pensa o “mundo civilizado”... Tratava-se do aniversário do Sr. José Ferreira do Valle, empregado da Casa da Boca do Tejo, da firma Nicolaus & C., e os amigos do aniversariante surpreenderam-no com uma manifestação puxada à sustância, vendo-se presentes neste grupo: 1) Elvira de Araújo; 2) Adelia Carvalho; 3) Nenen Araujo; 4) Docarmo Carvalho; 4A) Nadir Alves; 5) D. Mariana Rodrigues; 6) Dr. Castello Branco, juiz municipal da Vila Thaumaturgo; 7) João Sardinha, gerente do Seringal Boca do Tejo; 8) José da Silva Proprietário no rio Tejo; 9) Alfredo de Carvalho, escrivão e tabelião na Vila Thaumaturgo; 10) Francisco Pinto, negociante; 11) Arthur Brito, escrivão de polícia; 12) João do Valle Filho; 13) Lindolpho Souza Marques, agente do Correio, em Vila Thaumaturgo; 14) José Galvão, estafeta do Correio; 15) João Tavares; 16) Felippe Fernandes; 17) Luiz Viga, delegado de polícia; 18) José Ferreira, aniversariante; 19) Felismino de Araujo; 20) Seraphum de Oliveira, empregado da Casa Boca do Tejo; e 21) José Carvalho, estudante.
O Malho, RJ, 5 de agosto de 1916, Ano XV, N.725


Francisco das Chagas Pinto, comerciante na Vila Thaumaturgo – Alto Juruá – em companhia de sua esposa e filho.
O Malho, RJ, 16 de fevereiro de 1918, Ano XVII, N.805


Banquete oferecido ao Cel. Mancio  Agostinho Rodrigues de Lima, intendente Municipal do Alto Juruá, em Cruzeiro. O Cel. Mancio é o que se acha ao centro, marcado com uma cruz.
O Malho, RJ, novembro de 1926, Ano XXV, N.1261


Um “casamento” durante o último carnaval, em Xapury – Acre.
O Malho, RJ, 19 de maio de 1928, Ano XXVII, N.1340


Grupo de maçons da Loja “Thereza Christina”, em Brasília (atual Brasiléia), quando das festas de são João.
O Malho, RJ, 7 de junho de 1930, Ano XXIX, N.1447


Tropa boliviana na cidade de Cobia, em frente à Brasília.
O Malho, RJ, 7 de junho de 1930, Ano XXIX, N.1447


Enfermaria “Thereza Christina”, mantida pela loja maçônica “Thereza Christina”, em Brasília (atual Brasiléia), Alto Acre.
O Malho, RJ, 7 de junho de 1930, Ano XXIX, N.1447


Em Brasília, no dia da inauguração da estação Rádio-geográfica.
O Malho, RJ, 14 de junho de 1930, Ano XXIX, N.1448


Escolares de Cobija em visita a Brasília.
O Malho, RJ, 14 de junho de 1930, Ano XXIX, N.1448


Quando se fala em Acre, instintivamente vem-nos à memória qualquer coisa de lendário para lá do Pará, nos confins do Amazonas, algo de só possível desbravamento por Plácido de Castro e outros brasileiros da mesmas têmpora... Existindo, porém, lá onde existe, tão distante ou mais distante mesmo que qualquer país da Europa, o Acre é um pedaço do coração do país, sentinela perdida das nossas riquezas. E ainda agora, para provar de que não fica atrás às suas irmãs do litoral, em cultura e arte, a gleba acreana nos mostra a senhorinha Zilah Tavora, filha daí, formando-se, com distinção, no Instituto Nacional de Música, curso de piano. A senhorinha Zilah Tavora é a primeira acreana que obtém o diploma em curso superior. E nesta fotografia, interessante, apresentamos a distinta patrícia sentada, ladeada pela Sra, Lima Braga, Sr. Manoel Ribas, interventor do Paraná, paraninfo, a progenitora da diplomada, Sra. Viúva desembargador Elysiario Tavora e o Sr. Visconde de Moraes, destancando-se, em pé, irmãos e amigos da talentosa artista.
O Malho, RJ, 24 de dezembro de 1932, Ano XXXI, N.1566


Enlace do tenente Francisco Modesto de Oliveira com a senhorinha Argelia Cordeiro Barbosa, filha do advogado Cordeiro Barbosa.
O Malho, RJ, 31 de dezembro de 1932, Ano XXXI, N.1567


Um grupo de acreanos posando para a nossa objetiva, em frente ao prédio de D. Therezinha de Araújo.
O Malho, RJ, 31 de dezembro de 1932, Ano XXXI, N.1567


A galante Therezinha de Araújo.
O Malho, RJ, 31 de dezembro de 1932, Ano XXXI, N.1567


José e Maria, interessantes filhos do casal Genesio Quintino da Silva.
O Malho, RJ, 31 de dezembro de 1932, Ano XXXI, N.1567


Comendador Jorge Dau, uma das figuras de maior destaque social e comercial de Brasília.
O Malho, RJ, 31 de dezembro de 1932, Ano XXXI, N.1567


A garbosa força pública de Brasília, vendo-se, destacado, o tenente Modesto de Oliveira, quando formou a 7 de setembro.
O Malho, RJ, 31 de dezembro de 1932, Ano XXXI, N.1567
Postar um comentário