terça-feira, 13 de agosto de 2013

BEM-VINDA ESSA CATRAIA...

Olivia Maria Maia não é apenas uma escritora acreana, mas uma verdadeira alma acreana. Se a catraia não virar evoca a aventura que era a travessia do rio Acre, em Rio Branco, nesses pequenos barcos. O que Olivia nos mostrou no primeiro livro, Em rio que menino nada raia não ferra, é o que certamente encontraremos nesta nova obra: reminiscências infantis não apenas de sua cidade, mas de um tempo em que as crianças e as brincadeiras eram outras - em que se misturavam travessuras, costumes, crenças nos seres da floresta, medos, mas sem a violência latente que geralmente observamos hoje, e outras histórias e crônicas contemporâneas, preocupadas com problemas comuns dos humanos. Tudo isso com um sabor literário muito próprio, sensibilidade e humor. Bem-vinda essa catraia...


Elício Pontes, poeta
via e-mail
Postar um comentário