domingo, 15 de novembro de 2015

INFÂNCIA

Socorro Neri


Já faz tempo.
Tempo bom aquele.
Pés descalços,
ruas empoeiradas,
água cristalina.
Cristalino também o pensamento.

Sinto o vento.
Vento forte aquele.
Cabelos em desalinho,
soltos e livres.
Livre também o sentimento.

Vejo a imagem.
Imagem de ternura aquela.
Beleza quase etérea,
se não fossem os olhos tão ávidos.
Ávidos não por sofrimento.


SOCORRO NERI é natural de Tarauacá. Professora Doutora da Universidade Federal do Acre.

Um comentário:

Jose do Carmo Carile disse...

Meus parabéns professora Socorro Neri. Ficou lindo o seu poema.
saudações poéticas.