terça-feira, 8 de julho de 2014

MARIA HELENA TRINDADE BAYMA

Maria Helena Trindade Bayma foi uma de minhas professoras quando fiz o Ensino Médio na escola Djalma da Cunha Batista, em Tarauacá. Era por todos nós muito querida. É tanto que, em seu aniversário, nossa turma preparou um vídeo homenageando-a, com depoimentos nossos e de alguns de seus familiares. Nossa amizade se estreitou bem antes de conhecê-la como professora, quando ela era ainda secretária da paróquia São José, nos tempos em que eu ainda tinha religião. Simples, meiga e fraterna, sempre tinha um sorriso a oferecer a quem se aproximava dela. Cumpriu uma das mais belas vocações, a de educadora. Perdemo-la fisicamente, porém, seu sonho ainda permanecerá por longo tempo. Nossa solidariedade e carinho à sua família. A gente morre é pra provar que viveu, dizia G. Rosa. Então, muito obrigado por tua vida, Maria Helena, mestra e amiga!
Foto: blog do Kbym

Minha vida duas vezes
Encerrou-se antes do fim;
Outro evento para mim
Incrível, sem esperança,

Imenso como os primeiros
Talvez se oculte no Eterno.
O que sabemos do céu
– O adeus –
É o que nos basta do inferno.

Emily Dickinson


Maria Helena
Não te digo adeus
Pois o tempo que nos resta
– mil anos são como um dia –
Já não se compara ao teu
Agora tu és
Enquanto nós continuamos
A negociar com Deus

Isaac Melo
Postar um comentário