segunda-feira, 28 de abril de 2014

PEQUENO HISTÓRICO DE JORDÃO

No dia 28 de abril de 1992, a então Vila Jordão, conforme a lei 1.034, era desmembrada de Tarauacá, para elevar-se à categoria de cidade, ato oficializado em 1o de janeiro de 1993.

A história da ocupação do Jordão remete-se à presença dos primeiros exploradores do látex. Mas já muito antes habitavam a região diversas tribos indígenas, entre elas, a dos povos Kaxinawás, um dos grupos mais representativos da região até hoje.

O município de Jordão, que já se chamou Foz do Jordão, assentava-se nas terras do seringal Duas Nações, comprado em 1890 por Luiz Francisco de Melo, e que, em 1912, com a morte de Luiz Francisco de Melo, depois de um sério litígio entre os herdeiros, passou para Barnabé Saavedra e sua mulher Gabina Sandoval Saavedra. Levy Cervantes Saavedra (1900-1977), filho do casal, e que integrou a primeira turma de formandos da Faculdade de Direito, o que é hoje a UFAC, com início em 1964 e término em 1969, nos anos de 1950, vendeu essas terras ao Governo do Estado do Acre.

Em 1956, Jordão elevou-se à categoria de Vila, sendo seu primeiro sub-prefeito Manoel Rodrigues de Farias, nomeado por Arnaldo Gomes de Farias, então prefeito municipal de Tarauacá.

Depois do plebiscito de abril de 1992, que obteve a maioria dos votos, Jordão passou a categoria de Município. No dia 03 de outubro de 1992, Hilário de Holanda Melo foi eleito o primeiro Prefeito por meio do voto popular.
Postar um comentário