domingo, 3 de novembro de 2013

O PAPEL TRANSFORMADOR DA LITERATURA

“Eu acredito, talvez até ingenuamente, no papel transformador da literatura. Filho de uma lavadeira analfabeta e um pipoqueiro semianalfabeto, eu mesmo pipoqueiro, caixeiro de botequim, balconista de armarinho, operário têxtil, torneiro-mecânico, gerente de lanchonete, tive meu destino modificado pelo contato, embora fortuito, com os livros. E se a leitura de um livro pode alterar o rumo da vida de uma pessoa, e sendo a sociedade feita de pessoas, então a literatura pode mudar a sociedade.”

Luiz Ruffato
no corajoso discurso, que incomodou muita gente, proferido na abertura da Feira do Livro de Frankfurt, em outubro de 2013

> Leia aqui na íntegra o texto de Ruffato
Postar um comentário