quinta-feira, 5 de junho de 2014

MODERNAS TEORIAS LITERÁRIAS

"Neste livro, o romancista, professor e crítico literário Rogel Samuel, aposentado da Pós-graduação em Literatura da UFRJ, fornece subsídios para o entendimento da literatura e das correntes da crítica literária. O livro reúne o que os interessados em literatura precisam saber para entender adequadamente o texto literário.
Rogel Samuel  é conhecido dos estudantes de Letras, em função principalmente do sucesso de seu Manual de Teoria Literária e do Novo Manual de Teoria Literária, um sucesso editorial amplamente utilizado nas faculdades Brasil afora."
ACESSE AQUI PARA COMPRAR O LIVRO
Abaixo um pequeno aperitivo da obra:

A DESCONSTRUÇÃO

A Desconstrução aparece na França nos anos 60 e teve um grande impacto na crítica anglo-americana. Em grande parte se deve ao trabalho de Jacques Derrida e representa uma resposta complexa a uma variedade de movimentos teóricos e filosóficos do Século 20. Para Derrida, a primeira tarefa da Desconstrução é expor a natureza problemática de todo discurso “centrado”, ou seja, os que dependem de conceitos de verdade, presença, origem, ou seus equivalentes...

A TEORIA PÓS-COLONIAL

A teoria pós-colonial parte de muitas suposições e não adota um único método ou teoria. Seus autores questionam os efeitos “saudáveis” do império (visíveis em frases como “o presente da civilização”, “a herança literária britânica”, ou mesmo “Renascimento”) e o aumento, que tais declarações omitem, de racismo e exploração. Edward Said é um dos principais pensadores da teoria pós-colonial. Ele mostrou que a teoria pós-colonial começou com a primeira colônia que discutiu o seu estado...

A CRÍTICA MARXISTA E NEO-MARXISTA

Escreveu Lênin, na «Aliança operário camponesa»: «Quem reconhece a luta de classes deve reconhecer que, em uma república burguesa, ainda que na mais livre e democrática, a “liberdade” e a “igualdade” nunca puderam ser nem foram outra coisa senão a expressão da igualdade e da liberdade dos possuidores de mercadorias» (Rio, 1961, pág. 486). Por «possuidores de mercadorias» entendemos os proprietários dos bens de capital” (Nelson Werneck Sodré, «Fundamentos do materialismo histórico», Rio, Civilização Brasileira, 1968)...

A CRÍTICA FEMINISTA

A crítica literária feminista anglo-americana compartilha do mesmo propósito de toda a investigação feminista: o de expor os mecanismos nos quais sociedade patriarcal se funda e pelos quais é mantido, com o objetivo de transformar relações sociais. O objeto da crítica feminista é político. As feministas acusam a sociedade patriarcal de operar a vantagem dos homens oprimindo as mulheres. Não há uma única definição de feminino; nem o feminismo conhece uma metodologia distintiva...
Postar um comentário