segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Poemas de EMILY DICKINSON


Para fazer uma campina
Basta um só trevo e uma abelha.
Trevo, abelha e fantasia.
Ou apenas fantasia
Faltando a abelha.

---

Talvez seja mais fácil perecer
            Com terra à vista
Do que alcançar minha península azul
            E de deleite me perder

---

Lá onde os pássaros chegam sem temor
            E as abelhas tranquilas vão brincar,
Que o forasteiro afaste suas lágrimas
            Antes de se aproximar. 





DICKINSON, Emily. Poemas. Tradução Idelma Ribeiro de Faria. São Paulo: Hucitec, 1986. p.99, 105 e 121
Postar um comentário