terça-feira, 2 de abril de 2013

DOENÇA DE AMOR

San Juan de La Cruz 


Olha que esta doença
De amor jamais se cura,
A não ser com a presença e com a figura.

O amor
jamais chegará à perfeição
até que se juntem os amantes em unidade,
transfigurando-se um no outro;
só então estará o amor
perfeito totalmente.

Quem sente em si a doença de amor,
isto é, falta de amor,
é sinal de que tem algum amor,
e, pelo que tem,
vê o que ainda lhe falta.
Quem não sente faltar-lhe amor,
é sinal que nenhum amor possui,
ou então está perfeito. 




poema do livro SAN JUAN DE LA CRUZ: O POETA DE DEUS (São Paulo: Palas Athena, 2004). p.122
Postar um comentário