sábado, 12 de outubro de 2013

O PEQUENO LUIS ALFONSO VELASQUEZ FLORES

O pequeno revolucionário de Manágua, assassinado pela ditadura somocista em maio de 1979. Havia fundado o Movimento Estudantil do Primário para lutar pela liberdade de seu país sob a feroz ditadura de Anastasio Somoza. Luis Alfonso Velásquez Flores tinha apenas 9 anos quando fora assassinado com um tiro, e depois teve seu corpo atropelado por um jeep para simular que havia sido um acidente. Até hoje o pequeno Luis é celebrado como mártir e símbolo da luta de seu país pela liberdade.

“Compañeros ya es tiempo de despertar, podemos ver a los niños campesinos durmiendo en sus tapesquitos de madera y comiendo tortilla con sal; por eso les hablo para que haya una patria libre! Patria libre o morir!”

Luis Alfonso Velásquez Flores

O cantor e compositor nicaraguense Carlos Mejia Godoy compôs a música  QUINCHO BARRILETE (vencedor do festival OTI de 1977) dedicada à memória de Luis Alfonso e Manuel Rivera, também assassinado aos 12 anos.
Postar um comentário